Nova Imagem MusicGame®

•maio 28, 2009 • 1 Comentário

.

 

Essa foi uma imagem bolada por mim =) . caso tenham gostado, COMENTEM favorecendo-a, caso nao tenham gostado, podem sugerir um outro tipo de imagem! Obrigado😀

Frases do Quadro-negro do Bart

•dezembro 28, 2008 • 5 Comentários

Já perceberam que em todo episódio de Os Simpsons, o Bart escreve algo no quadro-negro, logo no início do episódio ?

Taí, as frases que eu consegui encontrar (dá-lhe Google =D), traduzidas por. Espero que gostem 8D
Ah, e Feliz Natal atrasado/Feliz Ano Novo adiantado ^^

“Eu não comerei giz”
“Eu não andarei de skate nos corredores”
“Eu não vou vomitar a menos que eu esteja doente”
“Eu não vou arrotar na sala”
“Eu não vou instigar revoluções”
“Eu não vi nada estranho na sala dos professores”
“Eu não vi Elvis”
“Barulhos engraçados não são realmente engraçados”
“Eles estão rindo de mim, e não comigo”
“Eu não gritarei “FOGO!” numa sala lotada”
“Meu nome não é Dr. Morte”
“Eu não vou encorajar ninguém a voar”
“Eu não difamarei Nova Orleans”
“Eu não prescreverei remédios”
“Eu não vou xerocar minha bunda”
“Eu não ensinarei outras pessoas a voar”
“Eu não trarei ovelhas para a sala”
“Eu não trocarei calças com outras pessoas”
“Um arroto não é resposta”
“Eu não sou uma mulher de 32 anos”
“Café não é para crianças”
“Eu não vou dirigir o carro do diretor”
“Eu não vou comer coisas por dinheiro”
“Eu não venderei propriedades da escola”
“A peruca do diretor não é um frisbee”
“Eu não tenho imunidade diplomática”
“Eu não vou cobrar para usarem o banheiro”
“Eu não vou chegar muito longe com essas atitudes”
“Peixes dourados não quicam”
“Eu não farei barulhos de peido”
“Lama não é um dos 4 grupos alimentares”
“Ninguém está interessado nas minhas cuecas”
“Eu não vou vender terras na Flórida”
“Eu não vou vender curas milagrosas”
“Eu nunca mais farei algo ruim”
“Eu não dormirei durante minha educação”
“Eu terminarei o que eu comecei”
“Explosivos e escola não se misturam”
“Hamsters não voam”
“Muito trabalho e nenhuma diversão fazem de Bart um bobalhão”
“Eu não direi “Springfield” só para ser aplaudido”
“Eu não estou autorizado para demitir professores substitutos”
“Cinco dias não são muita coisa para se esperar por uma arma”
“Adicionar “só tava brincando” não te deixa impune por ter xingado o diretor”
“”Ensacador” não é uma escolha de carreira legítima”
“Eu vou me lembrar de tomar meu remédio”
“O vestiário masculino não é um parque aquático”
“”A Feiticeira” não promove o Satanismo”
“A Primeira Emenda não cobre arrotos”
“Eu não vou vender meu rim no eBay”
“Eu não posso ver pessoas mortas”
“Eu não posso absolver pecados”
“Eu nunca estive aqui, nem fiz isto”
“Caipiras também são gente”
“Minha mãe não está saindo com o Jerry Seinfeld”
“Eu não sou um cabelereiro licenciado”
“Eu não gritarei por sorvete”(essa só tem sentido em inglês: I won’t scream for ice cream)
“Eu não fui a inspiração para o Kramer”
“Minha bunda não merece um website”
“Eu não inventei a dança Irlandesa”
“O nariz vermelho do Rudolph não é relacionado ao álcool”
“Eu não sou o novo Dalai-Lama”
“Roupas íntimas devem ser usadas do lado de dentro”
“Eu não desenharei mulheres nuas no quadro-negro”

Posters Motivacionais, parte 2

•dezembro 26, 2008 • 1 Comentário

Depressão

Demais =D

sentido

Se gostaram, comentem por favor =D

Posters Motivacionais =D

•dezembro 24, 2008 • Deixe um comentário

Um “presente” de Natal pra vcs seus n00bs.

motivator11190922

Feliz Natal e até qualquer dia \o/

Perfume – Dream Fighter

•dezembro 16, 2008 • Deixe um comentário

Single novo das garotas do trio de J-Pop/Techno Perfume. Enjoy it o/

Preços abusivos de mangás

•dezembro 4, 2008 • Deixe um comentário
Ultimamente tem muito brasileiro reclamando dos preços de mangás, principalmente os que compram da JBC. E o pessoal até que tem razão, porque, para que gastar quase SETE dinheiros em um mangá quando você pode ler de graça na internet?

E, nesse tempo de crise, onde todo mundo tá numa merreca desgraçada, e falta dinheiro até pro <strike>motel</strike> pão, como que uma editora ainda reajusta preços? É simples: há compradores prá esses mangás caros.

Um exemplo: InuYasha custa R$6.90, mas quando começou a sair, em 2002, custava SÓ R$2,90. O preço começou a subir quando o público consumidor aumentou, portanto, demandou mais tiragem. As editoras começaram a descontar a tiragem no preço final, o que foi horrível pra quem tinha acostumado com mangás tipo Love Hina, que eram bons, baratos e de boa qualidade.

Daí os scanlators cresceram e agora são uma alternativa pra quem não tem dinheiro pra comprar os não-tão-bons e velhos mangás. Acabou que os scanlators traduziram mangás que não saíram ainda no país, tal como Elfen Lied ou Ghost in the Shell, e puxaram os otakus viciados que começaram a achar que tavam gastando dinheiro a toa.

Mas você deve estar se perguntando: “Cara, o que que eu tenho a ver com isso?”.

E eu digo, TUDO, porque se os mangás hoje estão com esse preço, foi porque você deixou de comprar e foi atrás dos scanlators. Enquanto isso as editoras descontaram o preço em cima dos que continuaram comprando, o que deixou a situação desse jeito. Exemplo: xxxHolic, tem cerca de 96 páginas, e custa R$6.90, enquanto isso, Blood+, tem cerca de 200 páginas, e custa R$9.90. Que diferença grande, não? O foda é que são 3 reais que os leitores pagam por 100 páginas a menos, o que com certeza tá errado, porque o papel é a MESMA COISA.

Pior saber que em 2009 nada deve mudar, nem pra mais, nem pra menos…

A carta final

•novembro 5, 2008 • 1 Comentário

 

A carta final

 

Um dia, ela acorda cedo, segue seu caminho em direção à sua rotina monótona, mais uma vez. Simplesmente não agüentando mais, sai de casa deprimida, principalmente por causa do conformismo que ela é forçada a ter.

Mas quando olha pela janela do carro vê uma paisagem nova, um sol diferente, de repente o dia está diferente, claro, até um pouco alaranjado. É como se o sol nunca tivesse brilhado tanto, tão intensamente, às 6 horas da manhã.

E de repente, ela volta às suas atividades normais, à sua depressão, não querendo mais se lembrar daquele momento olhando o sol, que parecia tão feliz, embora não soubesse o que seria a felicidade real.

Chega um ponto em que ela se cansa, de tudo e de todos, e só quer ver o sol, mesmo que fosse a última coisa que visse nessa vida horrível que levava. E depois de um tempo percebe, tudo o que ela queria é ficar perto daquele sol, no céu, ou onde fosse. Ela queria ficar livre, passando a idéia de felicidade para todos, brilhando e iluminando o mundo junto a ele. Ela só queria ir pro céu.

Bom, ela foi. Foi feliz e tranqüila, ciente de que sua vida acabar ali, mas que acabara por sua vontade, para exercer o que queria, para ser feliz e passar felicidade. Foi pro céu, sem a cabeça, pois ela nunca doera tanto assim.

Ante de se decapitar, ela arrancou um pedaço de papel alaranjado, como o sol, e escreveu: “Fui me juntar ao sol, para ser feliz como sempre quis, me desculpe, se é que você sentirá minha falta”.

 

 

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.